segunda-feira, 12 de março de 2018

DIRETORES DAS BANDAS SE PREPARAM PARA AUDIÊNCIA PÚBLICA EM SANTOS


Por Klinger Branco

CARNAVALESCOS DEIXAM CLARO QUE NÃO VÃO ACEITAR CALADO TANTA  DISCRIMINAÇÃO


Os representantes das bandas que participam do carnaval santista se reuniram na tarde do último sábado (10/03) no colégio Olga Cury, rua Fleming s/n, em frente a praça Miguel Couto para discutir os rumos do carnaval 2019. Os diretores das bandas carnavalescas que desfilam no Carnabanda discutiram estratégias para participar da Audiência Pública que acontece no próximo dia 20 do corrente mês, a qual irá decidir o rumo do carnaval Santista no próximo ano. Participaram da reunião cerca de 40 presidentes de bandas, onde o vereador José Teixeira Filho do (PSD), presidente da (CEV do carnaval) mediou a discussão, fixando metas a serem apresentas na Audiência Pública que acontece no próximo dia (20/03) na Câmara Municipal. Os itens mais discutidos foram : segurança, ambulantes  clandestinos a marginalização do carnaval

pelo poder público, as regras absurdas impostas pela administração e a postura da PM no carnaval santista. Durante a reunião ficou definido que uma comissão com seis integrantes vai falar em nome da maioria de forma geral, mas em momentos oportunos, cada representante de banda deve pontuar, sobre algo que considere relevante. O que ficou claro na reunião, foi que em determinado momento politico o carnaval de bandas ( Carnaval de Rua)  foi incentivado a voltar com força total, mas agora, sem mais nem menos, está sendo atacado e rechaçado, pelos mesmos que deram seu apoio, quando obtiveram vantagens eleitorais. Hoje somos tratados como marginais, a mesma estrutura que já foi a menina dos olhos da Prefeitura, de repente vira a vilã do carnaval, logo em ano eleitoral. Em determinado momento
somos “cidadão do samba” em outro marginais e baderneiros, dois pesos e duas medidas, usadas de acordo com a conveniência política, reclamou em uma só voz, a maioria dos presentes. Uma coisa ficou clara e foi unânime na reunião; os dirigentes das bandas estão se mobilizando, tem apoio de setores organizados da sociedade civil e vão se fazer ouvir, seja na Audiência Pública, marcada pela CEV ( Comissão Especial de Vereadores) criada para tratar do carnaval, que acontece no dia (20/03) ou mobilizando a comunidade do samba da região, que parece não ter engolido muito bem, essa discriminação, em ano eleitoral. Para o vereador ( Zequinha Teixeira) que esteve no local representando a CEV do carnaval santista, montada pela Câmara de Vereadores de Santos, a reunião foi muito produtiva e demostrou que os representantes das Bandas estão preparados e organizados para defender a continuidade do carnaval de rua na Audiência Pública.


sábado, 3 de março de 2018

CARNAVALESCOS PREPARAM ESTRATÉGIA PARA SALVAR CARNABANDA SANTISTA

Por Klinger Branco

ENCONTRO VAI REUNIR PRINCIPAIS LIDERANÇAS DAS BANDAS DE SANTOS

PM dispersou a concentração de algumas bandas

No próximo sábado (10/03) acontece no colégio Olga Cury o primeiro encontro de representantes de bandas, que participam do carnaval santista. O ato vai reunir no colégio Olga Cury, rua Fleming s/n, em frente a praça Miguel Couto os diretores das agremiações que representam as bandas carnavalescas que desfilam no Carnabanda. Na reunião serão discutidas estratégias para participar da Audiência Pública que acontece no dia 20 do corrente mês, a qual irá decidir o rumo do carnaval Santista em 2019. Hoje o carnaval de Santos está na UTI, as agremiações estão passando por uma crise institucional, onde a maioria está sob o olhar coercivo do poder público, que procura de todas as maneiras uma brecha, para acabar com o carnaval Santista. Hoje o brilho da cidade de Santos atrapalha os sonhos políticos de muita gente, que procuram ofuscar o que vem dando certo na cidade vizinha, como o carnaval. Desta forma alguns segmentos do poder público resolveram usar de sua influência para tentar acabar com o carnaval santista, dentre eles a Polícia Militar, que procurando se esquivar de seu dever e obrigação, prefere acabar com o carnaval, em vez de exercer sua vocação, que é de servir e proteger. A expectativa da reunião é dirimir dúvidas e criar estratégias, de forma a enfrentar a bancada formada para acabar com o carnaval.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

BLOCO DO CACULÉ AGITA A AREIA DA PRAIA DO POSTO 2 EM SANTOS


Por Klinger Branco

ORGANIZAÇÃO E MUITA DIVERSÃO FIZERAM TODA A DIFERENÇA NA FESTA DO CACULÉ


FOTOS DO BLOCO CLICK AQUI
O bloco do Caculé fechou o carnaval na cidade de Santos promovendo uma grande festa na areia da Praia do Posto 2, na tarde do último sábado (17/02). Quem participou gostou muito e elogiou a iniciativa de fazer uma brincadeira na areia da praia, voltada para um público seleto, que gosta da brincadeira bem organizada. O bloco que costuma fazer um esquenta para o carnaval, normalmente duas semana antes do carnaval, este ano, resolveu deixar a festa para o sábado depois do carnaval oficial. Isso devido ao adiantamento do carnaval de Santos, que acabou sendo uma semana antes do cronograma nacional. Se no Brasil inteiro se comemorou o carnaval na data certa, na cidade de Santos a festa foi adiantada em uma semana, causando muita confusão. Mas isso não atrapalhou em nada a festa do Caculé, que reuniu muita gente bonita, num ambiente pra
FOTOS DO EVENTO CLICK AQUI
lá de descontraído e muito organizado. Quem participou do evento adorou e se divertiu muito, dançando no ritmo da Zumba e de muito samba de roda,com a bateria da Ritmo Santastico. A corte carnavalesca compareceu ao evento, dando aquele toque especial, fizeram selfies, sambaram com os convidados, fizeram da brincadeira uma grande festa carnavalesca. Quem também abrilhantou do acontecimento foi a Orquestra Guzella com seus metais, o primeiro casal de mestre sala e porta bandeira da vencedora do carnaval santista Valdir e Natalia da GRCES União Imperial, grupo Papo de Samba e os professores Matheus e Juca, com seu aulão de zumba. Quem gostou do evento é só ficar ligado, ano que vem tem mais, é só ficar atento as novidades na Sociedade de Melhoramentos da Pompeia e se divertir numa festa muito legal. FOTOS DO BLOCO CLICK AQUI

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

BANDA DO CHUPA FAZ A DIFERENÇA NO CARNABANDA EM SANTOS


Por Klinger Branco

QUEM PARTICIPOU DA BRINCADEIRA GOSTOU E PROMETEU VOLTAR ANO QUE VEM


FOTOS DA BANDA CLICK AQUI
A Banda do Chupa continua sendo a preferida da criançada, da família santista e uma das bandas mais esperadas do Carnabanda. Agremiação que desfila tradicionalmente na segunda feira de carnaval, continua sendo uma das mais esperadas e com maior numero de público no desfile, diferente de outras bandas que tem um grande público depois do cortejo, espalhado na concentração. Com o enredo “ Hino da Banda do Chupa - homenagem às crianças da Escola Portuguesa ”, composto por Eduardo Alves e interpretado por Glauco Fulco e Wilson & Banda, a agremiação levantou os foliões do Campo Grande, fazendo a alegria de muita gente. As marchinhas de carnaval e as músicas de sucesso que estão na boca do povo são o principal ingrediente e a marca registrada da banda que continua crescendo e agradando os foliões. Diferente dos anos anteriores a organização, antecipou a estrutura que atende a criançada, colocando o espaço kids, apenas das 14H00 ás 16H00, determinação das autoridades. Este ano, Prefeitura, Ministério Público e Polícia Militar resolveram se meter na organização do carnaval e ditar as regras para a realização da festa. Coisa que parece não ter dado muito certo, uma vez que aconteceram entraves e confrontos desnecessários e sem sentido em muitos locais entre a PM e vários foliões, além do desperdício de muito dinheiro público e da mobilização de grande aparato policiai. Fato este, observado pelas entidades de bairro, que
normalmente solicitam reforço do policiamento em suas comunidades para reprimir a criminalidade e nunca são atendidos. A desculpa do comando da PM para não atender as lideranças comunitárias é sempre a mesma, falta de contingente e escassez de recursos, fato que parece não ter atrapalhado em nada a mobilização de grande contingente policial, para reprimir as pessoas da comunidade que se divertiam no carnaval. A maioria da população que participou da festa espera que os representantes das associações de bairro e das agremiações carnavalescas participem da audiência pública planejada para discutir o problema e façam valer os seus direitos. Logo depois do desfile, o presidente da Banda do Chupa e sua diretoria fez questão de percorrer as ruas da concentração, orientando os foliões para que se dispersassem e desocupassem as vias, sendo atendidos plenamente, fato que não impediu a presença do Pelotão de Choque da PM e de forte esquema policial no local, uma demostração de força desnecessária e sem nenhum sentido. Uma coisa parece nunca mudar na Banda do Chupa, a receita de sucesso, hoje a banda atrai público de toda a região, para se divertir na tarde de segunda-feira de carnaval. FOTOS DO DESFILE CLICK AQUI




terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

BANDA DA VILA SÃO BENTO CONTINUA ALEGRANDO A COMUNIDADE


Por Klinger Branco

BANDA FICOU CONCENTRADA E NÃO DESFILOU PARA EVITAR CONTRATEMPO


FOTOS DA BANDA CLICK AQUI
Quem foi a Vila São Bento para participar da festa deste ano não se arrependeu, apesar de não desfilar, a agremiação ficou concentrada na praça em frente ao Mosteiro e mostrou como se faz uma festa de carnaval. Com todos os entraves colocados pela prefeitura, este ano, a diretoria resolveu não desfilar e manter os foliões na concentração, onde todos poderiam se divertir sem nenhuma preocupação. Para o atual presidente da banda Enaldo dos Santos Silva, a segurança do público vem em primeiro lugar. “Vamos esperar a poeira baixar, não vamos participar dessa luta de poder, pois isso tudo acaba denegrindo com a imagem do carnaval santista, alguém deve estar lucrando com isso e não é a população”. Afirmou Enaldo. O enredo deste ano foi “O bem-me- quer, mal-me- quer dos grandes amores” de autoria do compositor Waldir do Tamborim e interpretado por Celso Tom Maior. A bateria Chapa Quente arrepiou, mesmo com o sol escaldante que brilhava sobre suas cabeças, não esmorecendo em nenhum momento, alegrando a galera e incendiando o asfalto. Quem foi a Vila São Bento gostou muito e prometeu repetir a dose ano que vem. FOTOS DO DESFILE CLICK AQUI

CHAPELEIRO CONTINUA MANTENDO TRADIÇÃO POPULAR NA AREIA BRANCA


Por Klinger Branco

BLOCO MAIS ANTIGO DO CARNAVAL SANTISTA CONTINUA FAZENDO A ALEGRIA DA COMUNIDADE


FOTOS DA BANDA CLICK AQUI
O Bloco do Chapeleiro, fundado em 17 de março de 1963, um dos mais antigos de Santos, desfilou na tarde de domingo (11/02), pelas ruas da Areia Branca, arrastando foliões da comunidade. Tradicional do carnaval santista, o bloco do chapeleiro é marca registrada da comunidade da Areia Branca e continua reunindo crianças e adultos, numa folia sem igual. A concentração aconteceu nas ruas Tomoichi Kobuchi, Antenor Duarte e Praça Nicanor Ortiz, onde os foliões curtiram marchinhas carnavalescas com os amigos enquanto aguardavam o inicio do cortejo. O enredo deste ano foi “Paz na Terra aos Homens de Boa Vontade”, samba de Zezinho Invocado, Valter Dias, Maycon Batatinha e Batata do Cavaco e foi interpretado por Mauro Mandira, Edélcio e Xuxu do Cavaco, seguido pela bateria da Unidos da Zona Noroeste com seus 30 ritmistas.
VEJA AS FOTOS DO DESFILE CLICK AQUI

CARNACACHAÇA TEM PÚBLICO RECORDE ESTE ANO


Por Klinger Branco

QUEM PARTICIPOU DO DESFILE SE DIVERTIU MUITO E NÃO TEVE NENHUM CONTRATEMPO


FOTOS DO DESFILE CLICK AQUI
Carnacachaça veio para rua mostrando que o carnaval de Santos ainda é o melhor da Baixada Santista. A diretoria da banda mostrou que sabe fazer carnaval de rua como ninguém, agradando a comunidade e todos que participam da festa. Com o enredo “Carnalove”, a banda foi para a rua na noite do sábado de carnaval (10/02), alegrando a comunidade do Macuco, onde ninguém ficou parado. A autoria do Samba foi de Júnior Bicalho e Renato da P.A , A concentração, que fica entre as ruas Santos Dumont, José do Patrocínio e Euzébio de Queiroz, ficou lotada reunindo um público maior do que o esperado, era gente se apertando por todo lado, para não perder nada do desfile. Diferente de anos anteriores, a Polícia Militar interveio para dissipar o público que ficou na concentração, segundo a PM, existe uma norma, que força a dispersão do pessoal depois do desfile, determinação que gerou muita polêmica na maioria das concentrações. Para a maioria do público é inadmissível que na praia possam interditar as ruas e ninguém seja dispersado com bombas e pelotão de choque, quando na periferia o tratamento e outro. Para Geraldo Neves da Silva, operador de maquinas, existem dois pesos e duas medidas, sendo aplicados de acordo com a condição financeira do público presente, rico se diverte quando quiser e pobre quando a polícia deixar. Desabafou o operador. FOTOS DA BANDA CLICK AQUI

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

CHUVA TORRENCIAL QUASE ACABA COM DESFILE DA BANDA DA LAZINHA


Por Klinger Branco


TEMPESTADE ATRAPALHA BANDA DA LAZINHA QUE DESFILA DEPOIS DO HORÁRIO


FOTOS DO DESFILE CLICK AQUI
A tempestade que assolou a Baixada Santista por quase uma hora, com raios, ventos e uma chuva torrencial, assustou os carnavalescos que estavam na concentração, fazendo muita gente ir embora. Aqueles que resolveram encarar a furiosa ficaram e puderam participar do desfile que aconteceu depois da chuvarada. Mesmo atrasada a banda da Lazinha desfilou nas ruas da Vila Belmiro, trazendo muita gente animada e com muita vontade de pular carnaval.

Diretoria descontrolada
Mas quem achou que o pior já tinha passado, conseguiu se surpreender mais uma vez. Depois que a banda começou a desfilar, em determinado ponto do trajeto, onde o cortejo faria um desvio, um dos diretores resolveu alterar o percurso, sendo orientado que isso não poderia ocorrer. Pronto foi o suficiente para acontecer um grande tumulto, com vários elementos intimidando a equipe da prefeitura. Mas com muito jeito e paciência, mostrando trato e controle da situação, o encarregado da equipe do Carnabanda conseguiu contornar o incidente, sem precisar do uso de força e brutalidade.

Troca de Diretoria
Este ano, ocorreu a troca da diretoria da Lazinha, mostrando que muitas mudanças irão ocorrer e parece que este ano, isso já aconteceu, afinal de contas, intimidar a coordenação da equipe da prefeitura, trocar o trajeto do desfile, usando de força e ameaças, nunca foi a política da antiga diretoria. A Banda da Lazinha sempre foi uma banda familiar, onde as pessoas tinham garantido a tranquilidade e o espirito de companheirismo. Algo que parece ter se perdido com essa nova diretoria, pois o acontecido foi lamentável, e demostra uma falta de parceria e respeito muito grande com as pessoas que trabalham para a festa acontecer. Este tipo de problema poderia ser resolvido de forma simples, uma vez que o roteiro é determinado antecipadamente pela organização do Carnabanda e deveria ser de conhecimento de todos os diretores. FOTOS DA BANDA CLICK AQUI

BANDA DA MOSCA DESFILA COM MUITO SOL PARA COMUNIDADE DA ZN


Por Francis Borges

A COMISSÃO DE FRENTE E BATERIA SÃO O GRANDE DIFERENCIAL PARA COMUNIDADE

FOTOS DA BANDA CLICK AQUI
O bairro da Areia Branca acordou com a banda da Mosca chamando para mais um carnaval. O desfile aconteceu na tarde do último sábado (10/02), levando às ruas pessoas da comunidade e de outros bairros. O horário apertado com uma banda saindo junto com a outra dificultou o acesso, restringindo o público ao pessoal do bairro. Este ano a banda trouxe para a folia de rua o enredo “A Mosca dá o seu Recado: vão para a Ponte que Partiu”, dos compositores Zezinho Invocado e Valter Dias. A Bateria foi a Ritmo Perfeito, da Zona Noroeste, que aproveitou o sol forte para derreter o asfalto por onde passavam. O que ainda atrapalha os desfiles e causa muito tumulto é a comercialização indiscriminada de espuminha e os menores sem nenhum controle, promovendo o terror com seus pulverizadores. FOTOS DO DESFILE CLICK AQUI


domingo, 11 de fevereiro de 2018

SETE BANDAS DESFILAM ATÉ O FINAL DO CARNAVAL EM SANTOS


Por klinger Branco

TEM DIVERSÃO PARA TODOS OS GOSTOS NO ENCERRAMENTO DO CARNABANDA 


Mais sete bandas desfilam nos dois últimos dias de carnaval, entre elas a Banda do Chupa, que desfila as 17H00 no bairro do Boqueirão. Pra quem não conhece, uma banda familiar, que agrega  na sua concentração, espaço kids e muita diversão para garotada. Pra quem gosta de emoções fortes, na terça feira tem a banda Torcida Jovem, a  Banda do Saci e a Posto 2, na praia. a ouro Preto é uma Banda do estuário, voltada para comunidade, já a banda do Jó é a última a sair pelo Marapé, uma banda com marchinhas de carnaval totalmente dirigida para o público mais conservador. Confira a lista com horários e endereços a seguir:

12 de fevereiro - segunda-feira
Banda do Jô
15h às 17h
Concentração: Rua Benedito Ernesto Guimarães, esquina com a Rua Dom Duarte Leopolod e Silva

Banda do Chupa
17h às 19h
Concentração: Confluência das ruas Pedro Américo e Almirante Barroso

Unidos da Capela
17h às 19h
Concentração: 14h - Praça Manuel Joaquim Lopes


13 de fevereiro -  terça-feira
Banda Ouro Preto
16h às 18h
Concentração: Rua Senador Lacerda Franco, entre a Rua José Knudsen e a Rua Francisco de Paula Ribeiro

Torcida Jovem
16h às 18h
Concentração: Rua Princesa Isabel, entre a Rua José de Alencar e Rua Tiradentes

 Saci
19h às 21h
Concentração: Av. Siqueira Campos, entre as vias Rodrigo Silva e Almirante Tamandaré

Posto 2
19h às 21h
Concentração: Praça João Barbalho